Um dos chavões evangélicos mais batidos é que a Palavra é nova a cada manhã.
O que muitas vezes esquecemos é que para que isto se torne uma realidade é preciso que passemos os olhos e o coração por ela a cada dia.

Jeremias 1

Jeremias nasceu já com um diploma. Filho de sacerdote seria sempre sacerdote. Bom ou mau, era resposta a ser dada no final da vida. A vocação dos sacerdotes no AT tinha sido confiada por Deus a toda uma linhagem e não a indivíduos.

Mas é Deus quem põe e dispõe, quer estejamos conscientes desse facto ou não. Deus fala com Jeremias e rasga o diploma e a sua agenda. De sacerdote passará a ser profeta. E olhando para as promessas de Deus, no mesmo capítulo -o 1º de Jeremias, as dificuldades serão bem mais árduas do que as benesses. Os últimos versos indicam isso. Mas é Deus quem escolhe, é Ele quem capacita, é Ele que coloca a palavra na boca de Jeremias e Jeremias é deixado com a promessa de apoio na difícil missão de falar a um povo desviado.

Engraçado como Deus não prometeu que tudo seria fácil, o oposto aconteceu, as imagens descritas são fortes, a missão de Jeremias árdua. Quando Deus diz Não temas é porque há razões, humanamente falando, para temermos.
A missão de Jeremias? Falar, transmitir a mensagem, a Pessoa de Deus, a moralidade de Deus num mundo caído. Sem paninhos quentes. Sem meias palavras. Sem espectáculo.

Ainda temos tanto para aprender com os Profetas. Se os lermos…